BOLETIM

BOLETIM MENSAL - FEVEREIRO/2019


Boletim Mensal


Regras trabalhistas não estão sendo mudadas pela PEC da Previdência, diz Guedes

De acordo com o ministro, o tema não colocado para não atrapalhar a tramitação da reforma, considerada essencial para reajustar as contas públicas

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse, após encontro com investidores no B Hotel, em Brasília, que a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da reforma da Previdência não vai incluir a criação de um novo regime trabalhista, que estabelece menos direitos aos jovens para garantir maior empregabilidade. De acordo com ele, o tema não colocado para não atrapalhar a tramitação da reforma, considerada essencial para reajustar as contas públicas.

Segundo Guedes, as mudanças nas regras trabalhistas ainda é precoce. “É muito cedo ainda para falarmos de mudanças trabalhistas. Quando o presidente voltar, vamos mostrar várias simulações”, disse. “Não vamos misturar os assuntos para não atrapalhar o trâmite da reforma”, completou.

O ministro enfatizou, porém, a importância de modificar a legislação trabalhista. Segundo ele, vai permitir o reaquecimento do mercado de trabalho. “Queremos libertar os jovens de um regime obsoleto, atrasado e injusto, que não proporciona hoje emprego para eles”, destacou Guedes.

Ele alegou que 46 milhões de brasileiros estão atuando na informalidade e justificou que as empresas são penalizadas com os altos encargos que incidem sobre a folha de pagamento. “Cada emprego hoje custo dois porque os encargos são muito altos. Para cada jornalista contratado, há um desempregado”, exemplificou..

Fonte: Correio Braziliense

Quais os maiores desafios da gestão de negócios para empreendedores?

Conhecer os principais desafios de gestão e saber como contorná-los pode ser uma excelente estratégia para melhorar a administração de sua empresa

A rotina de um empreendedor é cheia de obstáculos. Além de uma boa ideia, é preciso ter habilidades com gestão de negócios para que a empresa alcance os resultados desejados e tenha um crescimento saudável. Contudo, muitos donos de negócios encontram dificuldades nessa etapa e acabam com problemas financeiros, desmotivação da equipe, entre outros fatores que podem atrapalhar o desenvolvimento da empresa.

Diante disso, conhecer os principais desafios de gestão e saber como contorná-los pode ser uma excelente estratégia para melhorar a administração de sua empresa. Abaixo, selecionei algumas dicas sobre o assunto.

PLANEJAMENTO DO NEGÓCIO

Um dos primeiros passos para garantir o sucesso é realizar um plano de negócios, mas muitos empreendedores enfrentam dificuldades já nessa etapa, seja por falta de experiência ou por falta de conhecimento sobre a importância dessa ferramenta. O planejamento é positivo para que você conheça seu mercado de atuação, concorrentes e público-alvo, estabeleça metas, objetivos e estratégias, entre outros itens. Sendo assim, é fundamental realizá-lo com atenção.

GESTÃO DE PESSOAS

Um dos principais desafios de gestão de negócio está relacionado à equipe, pois, além de ter um bom produto ou serviço, é preciso contar com profissionais qualificados e competentes em sua empresa.

Realizar uma contratação adequada é essencial, contudo, também é necessário ter uma boa gestão de pessoas para motivar os funcionários, aumentar a produtividade e garantir que eles estejam alinhados com os valores e a missão da companhia.

A gestão de pessoas é positiva para identificar as necessidades de melhorias e as estratégias mais adequadas para motivar a equipe, desenvolver e atrair talentos, além de diminuir a rotatividade de funcionários.

As ferramentas para alcançar esses resultados são diversas e podem incluir política de benefícios, premiações, avaliação de desempenho, feedback, treinamentos e outras soluções. Se você não tem experiência na área, pode aprofundar seu conhecimento com cursos e treinamentos, por exemplo, ou ainda contratar um profissional especializado para essa função.

GESTÃO FINANCEIRA E CONTÁBIL

Outro grande obstáculo na vida dos empreendedores é a questão financeira e o controle das entradas e saídas para que a empresa não fique no vermelho e tenha condições de investir em melhorias.

Uma alternativa para aprimorar a gestão financeira é investir em softwares específicos para isso. Hoje em dia, há diversas plataformas que realizam essa função e permitem acompanhar o fluxo de caixa de forma mais eficiente para verificar as entradas, saídas, pagamentos futuros etc.

Outro problema comum na gestão de um negócio é em relação ao recolhimento de impostos, tributos e encargos trabalhistas. Para auxiliá-lo nesses quesitos, o ideal é ter o apoio de um escritório de contabilidade para realizar os processos e evitar problemas com multas e outras questões burocráticas.

MARKETING E VENDAS

Um negócio não sobrevive sem clientes, certo? Diante disso, outro grande desafio dos empreendedores é realizar uma gestão de marketing eficiente. A estratégia de marketing deve ser elaborada com atenção e um passo importante para isso é conhecer o público-alvo para definir as ferramentas mais adequadas, como anúncios, marketing digital, ações em redes sociais, entre outras.

O atendimento e a satisfação do cliente também são pontos relevantes para fidelizá-lo e, por isso, a equipe de vendas precisa ser qualificada e treinada para alcançar esses resultados de forma satisfatória.

Esses são alguns desafios de gestão de negócios que podem surgir em seu caminho. Mantenha a calma e busque aprofundar seus conhecimentos para lidar com esses e outros obstáculos e garantir o sucesso de seu empreendimento.. 

Fonte: Administradores

 

 

mês
CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES - FEVEREIRO/2019

A tabela de obrigações é extensa clique aqui para abrí-la em uma nova janela

Tabelas Práticas

INSS - Contribuições
Tabela de contribuição de assalariados,
empregados domésticos, e trabalhadores avulsos

INSS - Trabalhadores e Empregados Domésticos
Início Vigência
Final Vigência
Salário de Contribuição
Aliquota
01/2019
-
até R$ 1.751,81
8,00%
01/2019
-
de R$ 1.751,82 até 2.919,72
9,00%
01/2019
-
de R$ 2.919,73 até 5.839,45
11,00%
01/2019
-
parte cabível ao empregador de dométicos
8,00%

Fonte: Ministério da Previdência Social


TABELA DE SALÁRIO-FAMÍLIA

Salário Família
Início Vigência
Salário de Contribuição
Valor
Categoria
01/2019
até 907,77
46,54 por filho
Terá direito ao salário família o segurado empregado e o trabalhador avulso que tenha salário-de-contribuição inferior ou igual a R$ 907,77 que comprove ter filhos menores de 14 anos ou inválidos de qualquer idade.
01/2019
de 907,78 a 1.364,43
32,80 por filho
Terá direito ao salário família o segurado empregado e o trabalhador avulso que tenham salário-de-contribuição entre R$ 907,78 e R$ 1.364,43 que comprove ter filhos menores de 14 anos ou inválidos de qualquer idade.

Tabelas para cálculos de obrigações em atraso (clique sobre o ítem desejado)

Tributos e contribuições federais

Obrigações previdenciárias

Obrigações Estaduais (ICMS)


Anotação de dispositivo legal nas notas fiscais com redução, isenção, etc. 

É obrigatória a anotação do dispositivo legal no corpo da nota fiscal na saída para outros estabelecimentos de mercadorias, produtos e serviços quando a mesma tiver: redução, isenção, suspensão, diferimento, etc.,  . Veja tabela com operações e dispositivos abaixo:

Operação

Dispositivo legal

Devolução de beneficiamento - dentro de até 180 dias

ICMS SUSPENSO CONFORME ÍTEM 2, ART.402 DO RICMS

Devolução de conserto, empréstimo ou locação de material de uso ou consumo

NÃO INCIDÊNCIA DO ICMS CONF. ART. 7 INCISO X DO RICMS

Remessa de embalagens

ISENTO DE ICMS CONFORME ART. 8 E ART.82, ANEXO I DO RICMS

Remessa para exposição ou feiras - retorno dentro de 60 dias

ISENTO DE ICMS CONFORME ART. 8 E ART.33, ANEXO I DO RICMS

Remessa para armazém geral ou depósito fechado

NÃO INCIDÊNCIA DO ICMS CONF. ART 451  e ART.1 ANEXO VII DO RICMS

Remessa para conserto, empréstimo ou locação de material de uso ou consumo

NÃO INCIDÊNCIA DO ICMS CONF. ART 7 INCISO IX DO RICMS

Remessa para industrialização ou  beneficiamento 

ICMS SUSPENSO CONFORME  ART.402 DO RICMS

Retorno de armazém geral ou depósito fechado

NÃO INCIDÊNCIA DO ICMS CONF. ART 451 ART.2 DO RICMS

Saídas para demonstração - dentro do estado com retorno em 60 dias

SUSPENSÃO DO ICMS CONFORME ART.319 DO RICMS

SubstituiçãoTributária - fumo e seus derivados

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONF. ART. 289 DO RICMS

Substituição Tributária - CIMENTO

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONF. ART. 291 DO RICMS

Substituição Tributária - refrigerantes, cerveja, chope, água.

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONF. ART. 293 DO RICMS

Substituição Tributária - sorvete

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONF. ART. 295 DO RICMS

Substituição Tributária - veículo automotor novo

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONF. ART. 299 a 309  DO RICMS

Substituição Tributária - penumáticos e afins

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONF. ART. 310 DO RICMS

Substituição Tributária - tintas, vernizes e outros prod.da ind.química

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONF. ART. 312 DO RICMS

Substituição Tributária - transportes

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONF. ART. 317 DO RICMS

Venda do ativo permanente (bens do imobilizado)

NÃO INCIDÊNCIA DO ICMS CONF. ART. 7, INCISO XIV DO RICMS

Venda de produto para a Zona Franca de Manaus

ISENTO DE ICMS CONFORME ART. 8 E ART.84, ANEXO I DO RICMS

Venda de máquinas e aparelhos (80%) e veículos usados (95%) de redução

REDUÇÃO DA BASE DE CÁLCULO CONF.ART.51 E ART.11 ANEXO II DO RICMS

Venda de livros, jornais ou periódicos e papel utilizado na sua impressão

NÃO INCIDÊNCIA DO ICMS CONF. ART. 7 INCISO XIII DO RICMS

Venda de preservativos

ISENTO DE ICMS CONFORME ART. 8 E ART.66, ANEXO I DO RICMS

Venda de sucata

DIFERIDO CONF. ART.392 DO RICMS


 
SALÁRIO MÍNIMO

 Salário Mínimo desde maio/1999

Período

Valor

Maio/1999 a Março/2000

R$ 136,00

Abril/2000 a Março/2001

R$ 151,00

Abril/2001 a Março/2002

R$ 180,00

A partir de Abril/2002

R$ 200,00

A partir de Abril/2003

R$ 240,00

A partir de Maio/2004
R$ 260,00
A partir de Maio/2005
R$ 300,00
A partir de Abril/2006
R$ 350,00
A partir de Abril/2007
R$ 380,00
A partir de Março/2008
R$ 415,00
A partir de Fevereiro/2009
R$ 465,00
A partir de Janeiro/2010
R$ 510,00
A partir de Março/2011
R$545,00
A partir de Janeiro/2012
R$ 622,00
A partir de Janeiro/2013
R$ 678,00
A partir de Janeiro/2014
R$ 724,00
A partir de Janeiro/2015
R$788,00
A partir de Janeiro/2016
R$880,00
A partir de Janeiro/2017
R$937,00
A partir de Janeiro/2018
R$954,00
A partir de Janeiro/2019
R$998,00