BOLETIM

BOLETIM MENSAL - MAIO/2019

Boletim Mensal


Consulta a NF-e passa a exigir autenticação por certificado digital ?

Com objetivo de aperfeiçoar a segurança ao acesso de dados da nota fiscal eletrônica (NF-e) realizado por meio da Internet, a consulta pública feita através da chave de acesso da NF-e foi alterada.

Na Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz) de Mato Grosso do Sul, a medida entrou em vigor na quinta-feira (2/5), em conformidade com o disposto no Ajuste SINIEF 16/2018 de 01/11/2018.

Conforme o setor responsável, a consulta completa pelos participantes envolvidos na operação passará a requerer autenticação por certificado digital. Para as NF-e destinadas a CPF ou CNPJ sem inscrição estadual (IE), a consulta completa permanecerá inalterada.

Para os consulentes não envolvidos na operação e que tem a informação da chave de acesso da NF-e, será disponibilizada uma consulta resumida, que permitirá a verificação e validação da autenticidade do documento.

A alteração visa restringir o acesso às informações através de robôs ou serviços de quebra de captcha contratados para formação de base de dados capturados através da consulta pública da NF-e na Internet.

Fonte: Dourado News

Plano de crescimento e escalabilidade: 5 dicas para sua empresa !

Ter um negócio escalável é o sonho de muitos empreendedores, estou certo? Mas, para que isso seja possível, é importante que o dono da empresa conheça o conceito de escalabilidade e saiba fazer um plano de crescimento adequado, pois somente dessa forma o negócio conseguirá sobreviver em meio a um mercado tão competitivo quanto o atual.

SOs modelos de negócios têm evoluído constantemente. Por esse motivo, é essencial que você esteja atento às mudanças de cenário, a fim de colocar em prática as melhores estratégias para aumentar suas vendas e, consequentemente, seu faturamento.

Mas você sabe como fazer um plano de crescimento para tornar o seu negócio escalável ?

Se a resposta for não, fique tranquilo! Hoje vou explicar tudo sobre o assunto. Acompanhe !

O que é escalabilidade?

Primeiramente, para que você possa fazer um plano de crescimento eficiente, é importante entender o conceito de escalabilidade. Seu conceito diz respeito à produção em larga escala, porém, com custos reduzidos, a fim de aumentar os ganhos sem perder a qualidade do produto.

Sendo assim, quando falo sobre um negócio escalável, estou me referindo àquele que pode ampliar a sua produção, com o objetivo de atingir mais consumidores, mas sem aumentar os investimentos.

Em suma, com esse modelo de negócio, a sua empresa conseguirá produzir mais sem que seja necessário adicionar recursos, fazendo com que você tenha mais condições para destinar os investimentos a outros pontos mais importantes.

A escalabilidade tem a característica de diagnosticar o potencial de uma empresa. E para saber se um negócio é escalável, é preciso levar alguns pontos em consideração, como:

  •  Custo de Aquisição de Clientes (CAC) deve ser baixo;
  •  Modelo de negócio precisa ser repetível, ou seja, capaz de ser ampliado em outras regiões;
  • Os processos precisam ser ensináveis, isto é, devem ser facilmente replicados;
  • As metas e objetivos precisam ser claros e tangíveis.
Como aplicá-la na minha empresa?

Agora que você já entendeu o que é escalabilidade, vou mostrar como aplicá-la na sua empresa. Acompanhe minhas dicas!

1. Seja criativo

Para colocar a escalabilidade em prática, é preciso ter criatividade, pois o negócio será embasado em inovações e insights que farão com que a empresa possa realizar suas atividades sem comprometer seus custos e, ao mesmo tempo, aumentando os resultados.

2. Faça um plano de crescimento estratégico

Conforme mencionei no início deste texto, para que uma empresa seja bem-sucedida, além de contar com um negócio escalável, ela precisa ter uma plano de crescimento, o qual identificará as estratégias necessárias para que tudo saia conforme as expectativas do empreendedor.

Além disso, por meio dele, você pode prever possíveis cenários que coloquem em risco o bom desenvolvimento do negócio. Assim, é possível criar ações para impedir que isso aconteça.

Pensando nisso, listei, a seguir, os principais passos para criar um plano de crescimento estratégico:

Defina as metas e objetivos do negócio;

  • Faça uma análise minuciosa da necessidade de oferecer novos produtos ou serviços aos clientes;
  • Estabeleça quantas pessoas são necessárias para garantir o crescimento da empresa;
  • Faça uma boa gestão do capital de giro e seus investimentos;
  • Identifique potenciais parceiros de negócio;
  • Elabore estratégias de crescimento para o dia a dia.

3. Crie uma cultura organizacional

Fazer com que todos os seus colaboradores entendam os objetivos de um processo escalável, criando essa cultura dentro da empresa, é um passo fundamental para a implementação desse modelo de negócio.

Sendo assim, deixe claro o papel de cada funcionário e mostre como você espera que os processos sejam realizados, sempre entregando feedbacks construtivos para a equipe.

4. Padronize os processos

A padronização dos processos ajudará a garantir que o aprendizado seja mais rápido e eficaz. Isso também refletirá nos resultados do seu negócio, pois, nesse momento, será possível identificar a melhor forma de realizar as atividades dentro da empresa, preservando a qualidade e diminuindo custos.

Dessa forma, todos os colaboradores poderão trabalhar da mesma maneira, diminuindo as margens de erro. Inclusive, os funcionários recém-contratados terão mais autonomia na sua rotina, melhorando a sua produtividade e garantindo excelência nos serviços prestados.

5. Aproveite a tecnologia

A tecnologia veio para facilitar a sua vida, tanto pessoal quanto profissional. Por esse motivo, é de suma importância que você conte com o auxílio dessa ferramenta para implementar a escalabilidade na sua empresa.

Dessa maneira, até mesmo os processos mais burocráticos serão simplificados, permitindo que você e sua equipe consigam focar naquilo que é realmente importante para garantir o crescimento do negócio.

Quais os benefícios da escalabilidade para a empresa?

Ficou claro como colocar a escalabilidade em prática, não é mesmo? Agora você precisa saber quais são seus benefícios. Vamos lá?

É ensinável

Todo processo que é ensinável tem grande potencial de crescimento. Nesse sentido, a escalabilidade pode beneficiar a sua empresa, pois, ao colocá-la em prática, a implementação de mudanças se torna mais fácil, o que fará com que o negócio consiga eliminar os entraves e possa se destacar de seus concorrentes no mercado.

Permite identificar o potencial do negócio

A escalabilidade permitirá que você tenha uma visão mais ampla do seu negócio, podendo conhecer, a fundo, seu potencial. E o melhor: será possível identificar futuros problemas que possam colocar em risco o desenvolvimento da empresa.

Isso tudo é importante porque, infelizmente, o mercado é cheio de incertezas. Por isso, você precisa estar preparado para qualquer situação.

Pode ser replicada facilmente

Quando os processos podem ser replicados, sem nenhum custo adicional, é sinal de que a empresa conseguirá se desenvolver de uma maneira saudável. Nesse sentido, a escalabilidade se mostra como uma grande aliada. Isso porque ela permite a expansão do negócio por meio de um processo repetível.

O plano de crescimento e o de escalabilidade precisam andar juntos, pois eles vão ajudar você a fazer seu negócio decolar e, claro, aumentar o faturamento. Com o passar do tempo, você perceberá o quanto a sua empresa evoluiu, bem como a sua forma de compreender o seu negócio.

Fonte: Empreendedor

 

mês
CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES - MAIO/2019

A tabela de obrigações é extensa clique aqui para abrí-la em uma nova janela

Tabelas Práticas

INSS - Contribuições
Tabela de contribuição de assalariados,
empregados domésticos, e trabalhadores avulsos

INSS - Trabalhadores e Empregados Domésticos
Início Vigência
Final Vigência
Salário de Contribuição
Aliquota
01/2019
-
até R$ 1.751,81
8,00%
01/2019
-
de R$ 1.751,82 até 2.919,72
9,00%
01/2019
-
de R$ 2.919,73 até 5.839,45
11,00%
01/2019
-
parte cabível ao empregador de dométicos
8,00%

Fonte: Ministério da Previdência Social


TABELA DE SALÁRIO-FAMÍLIA

Salário Família
Início Vigência
Salário de Contribuição
Valor
Categoria
01/2019
até 907,77
46,54 por filho
Terá direito ao salário família o segurado empregado e o trabalhador avulso que tenha salário-de-contribuição inferior ou igual a R$ 907,77 que comprove ter filhos menores de 14 anos ou inválidos de qualquer idade.
01/2019
de 907,78 a 1.364,43
32,80 por filho
Terá direito ao salário família o segurado empregado e o trabalhador avulso que tenham salário-de-contribuição entre R$ 907,78 e R$ 1.364,43 que comprove ter filhos menores de 14 anos ou inválidos de qualquer idade.

Tabelas para cálculos de obrigações em atraso (clique sobre o ítem desejado)

Tributos e contribuições federais

Obrigações previdenciárias

Obrigações Estaduais (ICMS)


Anotação de dispositivo legal nas notas fiscais com redução, isenção, etc. 

É obrigatória a anotação do dispositivo legal no corpo da nota fiscal na saída para outros estabelecimentos de mercadorias, produtos e serviços quando a mesma tiver: redução, isenção, suspensão, diferimento, etc.,  . Veja tabela com operações e dispositivos abaixo:

Operação

Dispositivo legal

Devolução de beneficiamento - dentro de até 180 dias

ICMS SUSPENSO CONFORME ÍTEM 2, ART.402 DO RICMS

Devolução de conserto, empréstimo ou locação de material de uso ou consumo

NÃO INCIDÊNCIA DO ICMS CONF. ART. 7 INCISO X DO RICMS

Remessa de embalagens

ISENTO DE ICMS CONFORME ART. 8 E ART.82, ANEXO I DO RICMS

Remessa para exposição ou feiras - retorno dentro de 60 dias

ISENTO DE ICMS CONFORME ART. 8 E ART.33, ANEXO I DO RICMS

Remessa para armazém geral ou depósito fechado

NÃO INCIDÊNCIA DO ICMS CONF. ART 451  e ART.1 ANEXO VII DO RICMS

Remessa para conserto, empréstimo ou locação de material de uso ou consumo

NÃO INCIDÊNCIA DO ICMS CONF. ART 7 INCISO IX DO RICMS

Remessa para industrialização ou  beneficiamento 

ICMS SUSPENSO CONFORME  ART.402 DO RICMS

Retorno de armazém geral ou depósito fechado

NÃO INCIDÊNCIA DO ICMS CONF. ART 451 ART.2 DO RICMS

Saídas para demonstração - dentro do estado com retorno em 60 dias

SUSPENSÃO DO ICMS CONFORME ART.319 DO RICMS

SubstituiçãoTributária - fumo e seus derivados

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONF. ART. 289 DO RICMS

Substituição Tributária - CIMENTO

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONF. ART. 291 DO RICMS

Substituição Tributária - refrigerantes, cerveja, chope, água.

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONF. ART. 293 DO RICMS

Substituição Tributária - sorvete

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONF. ART. 295 DO RICMS

Substituição Tributária - veículo automotor novo

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONF. ART. 299 a 309  DO RICMS

Substituição Tributária - penumáticos e afins

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONF. ART. 310 DO RICMS

Substituição Tributária - tintas, vernizes e outros prod.da ind.química

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONF. ART. 312 DO RICMS

Substituição Tributária - transportes

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA CONF. ART. 317 DO RICMS

Venda do ativo permanente (bens do imobilizado)

NÃO INCIDÊNCIA DO ICMS CONF. ART. 7, INCISO XIV DO RICMS

Venda de produto para a Zona Franca de Manaus

ISENTO DE ICMS CONFORME ART. 8 E ART.84, ANEXO I DO RICMS

Venda de máquinas e aparelhos (80%) e veículos usados (95%) de redução

REDUÇÃO DA BASE DE CÁLCULO CONF.ART.51 E ART.11 ANEXO II DO RICMS

Venda de livros, jornais ou periódicos e papel utilizado na sua impressão

NÃO INCIDÊNCIA DO ICMS CONF. ART. 7 INCISO XIII DO RICMS

Venda de preservativos

ISENTO DE ICMS CONFORME ART. 8 E ART.66, ANEXO I DO RICMS

Venda de sucata

DIFERIDO CONF. ART.392 DO RICMS


 
SALÁRIO MÍNIMO

 Salário Mínimo desde maio/1999

Período

Valor

Maio/1999 a Março/2000

R$ 136,00

Abril/2000 a Março/2001

R$ 151,00

Abril/2001 a Março/2002

R$ 180,00

A partir de Abril/2002

R$ 200,00

A partir de Abril/2003

R$ 240,00

A partir de Maio/2004
R$ 260,00
A partir de Maio/2005
R$ 300,00
A partir de Abril/2006
R$ 350,00
A partir de Abril/2007
R$ 380,00
A partir de Março/2008
R$ 415,00
A partir de Fevereiro/2009
R$ 465,00
A partir de Janeiro/2010
R$ 510,00
A partir de Março/2011
R$545,00
A partir de Janeiro/2012
R$ 622,00
A partir de Janeiro/2013
R$ 678,00
A partir de Janeiro/2014
R$ 724,00
A partir de Janeiro/2015
R$788,00
A partir de Janeiro/2016
R$880,00
A partir de Janeiro/2017
R$937,00
A partir de Janeiro/2018
R$954,00
A partir de Janeiro/2019
R$998,00